Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, março 29, 2010

Obs: O gabarito só será disponibilizado por e-mail, embora esta atividade vocês encontrarão na net, mas desconheço o endereço porque esta atividade me foi cedida por uma colega.
Exercícios – Termos da Oração
1. (UF-MG) Em todas as alternativas, o termo em negrito exerce a função de sujeito, exceto em:
a) Quem sabe de que será capaz a mulher de seu sobrinho?
b) Raramente se entrevê o céu nesse aglomerado de edifícios.
c) Amanheceu um dia lindo, e por isso todos correram às piscinas.
d) Era somente uma velha, jogada num catre preto de solteiros.
e) É preciso que haja muita compreensão para com os amigos.
2. (FMU) Em "Eu era enfim, senhores, uma graça de alienado.", os termos da oração grifados são respectivamente, do ponto de vista sintático:
a) adjunto adnominal, vocativo, predicativo do sujeito
b) adjunto adverbial, aposto, predicativo do objeto
c) adjunto adverbial, vocativo, predicativo do sujeito
d) adjunto adverbial, vocativo, objeto direto
e) adjunto adnominal, aposto, predicativo do sujeito
3. (PUC) "O homem está imerso num mundo ao qual percebe ..." A palavra em negrito é:
a) objeto direto preposicionado b) objeto indireto
c) adjunto adverbial d) agente da passiva e) adjunto adnominal
4. (CESGRANRIO) Assinale a frase cujo predicado é verbo-nominal:
a) "Que segredos, amiga minha, também são gente ..."
b) "... eles não se vexam dos cabelos brancos ..."
c) "... boa vontade, curiosidade, chama-lhe o que quiseres ..."
d) "Fiquemos com este outro verbo."
e) "... o assunto não teria nobreza nem interesse ..."
5. (UF-UBERLÂNDIA) Todos os itens abaixo apresentam o pronome relativo com função de objeto direto, exceto:
a) "Aurélia não se deixava inebriar pelo culto que lhe rendiam."
b) "Está fadigada de ontem? perguntou a viúva com a expressão de afetada ternura que exigia o seu cargo."
c) "... com a riqueza que lhe deixou seu avô, sozinha no mundo, por força que havia de ser enganada."
d) "... O Lemos não estava de todo restabelecido do atordoamento que sofrera."
e) "Não o entendiam assim aquelas três criaturas, que se desviviam pelo ente querido."
6. (FTM-ARACAJU) Das expressões sublinhadas abaixo, com as idéias de tempo ou lugar, a única que tem a função sintática do adjunto adverbial é:
a) "Já ouvi os poetas de Aracaju"
b) "atravessar os subúrbios escuros e sujos"
c) "passar a noite de inverno debaixo da ponte"
d) "Queria agora caminhar com os ladrões pela noite"
e) "sentindo no coração as pancadas dos pés das mulheres da noite"
7. (BB) "Ande ligeiro, Pedro".
a) sujeito b) objeto direto c) vocativo
d) aposto e) adjunto
8. (UC-MG) A classificação dos verbos sublinhados, quanto à predicação, foi feita corretamente em:
a) "Não nos olhou o rosto. A vergonha foi enorme." - transitivo direto e indireto
b) "Procura insistentemente perturbar-me a memória." - transitivo direto
c) "Fiquei, durante as férias, no sítio de meus avós." - de ligação
d) "Para conseguir o prêmio, Mário reconheceu-nos imediatamente." - transitivo indireto
e) "Ela nos encontrará, portanto é só fazer o pedido." - transitivo indireto
9. (UF-UBERLÂNDIA) "Ele observou-a e achou aquele gestofeio, grosseiro, masculinizado." Os termos sublinhados são:
a) predicativos do objeto b) predicativos do sujeito c) adjuntos adnominais
d) objetos diretos e) adjuntos adverbiais de modo
10. (FMU) Na passagem: "O receio é substituído pelo pavor, pelo respeito, pela emoção que emudece e paralisa." Os termos sublinhados são:
a) complementos nominais; orações subordinadas adverbiais concessivas, coordenadas entre si
b) adjuntos adnominais; orações subordinadas adverbiais comparativas
c) agentes da passiva; orações subordinadas adjetivas, coordenadas entre si
d) objetos diretos; orações subordinadas adjetivas, coordenadas entre si
e) objetos indiretos; orações subordinadas adverbiais comparativas

CONTINUAÇÃO DOS EXERCÍCIOS -

11. (FMU) Observe os termos sublinhados na passagem: "O rio vaiàs margens. Vem com força de açude arrombado." Os termos sublinhados são, respectivamente:
a) predicativo do sujeito e adjunto adnominal de modo
b) adjunto adverbial de modo e adjunto adnominal
c) adjunto adverbial de lugar e adjunto adverbial de modo
d) adjunto adverbial de modo e objeto indireto
e) adjunto adverbial de lugar e complemento nominal
12. (UF-GO) "O corpo, a alma do carpinteiro não podem ser maisbrutos do que a madeira." A função sintática dos termos sublinhados é, pela ordem:
a) objeto direto - predicativo do sujeito b) sujeito - sujeito
c) predicativo do sujeito - sujeito d) objeto direto - predicativo do sujeito
e) predicativo do sujeito - predicativo do sujeito
13. (MACK) Na oração "Esboroou-se o balsâmico indianismo de Alencar ao advento dos Romanos", a classificação do sujeito é:
a) oculto b) inexistente c) simples
d) composto e) indeterminado
14. (MACK) Em "O hotel virou catacumba":
a) o predicado é nominal d) o verbo é transitivo direto
b) o predicado é verbo-nominal e) estão corretas c e d
c) o predicado é verbal
15. (MACK) Em "E quando o brotinho lhe telefonou, dias depois, comunicando que estudava o modernismo, e dentro do modernismo sua obra, para que o professor lhe sugerira contato pessoal com o autor, ficou assanhadíssimo e paternal a um tempo", os verbos assinalados são, respectivamente:
a) transitivo direto, transitivo indireto, de ligação, transitivo direto e indireto
b) transitivo direto e indireto, transitivo direto, transitivo indireto, de ligação
c) transitivo indireto, transitivo direto e indireto, transitivo direto, de ligação
d) transitivo indireto, transitivo direto, transitivo direto e indireto, de ligação
e) transitivo indireto, transitivo direto e indireto, de ligação, transitivo direto
16. (MACK) Na frase "Fugia-lhe, e certo, metia o papel no bolso, corria a casa, fechava-se, não abria as vidraças, chegava a fechar os olhos", são adjuntos adverbiais:
a) no bolso - a casa - não b) no bolso - não
c) certo - no bolso - a casa - se - não d) lhe - certo - no bolso - a casa - se - não
e) certo - no bolso - a casa - não - a fechar
17. (MACK) Entre as alternativas abaixo, aponte a única em que um dos termos corresponde à análise dada: "Pareciam infinitas as combinações de cores no azul do céu."
a) Pareciam é um verbo intransitivo b) Infinitas é objeto direto
c) Cores é o núcleo do sujeito d) Do céu é o complemento nominal e) n.d.a
18. (MACK) No período "... a nacionalidade viveu 
da mescla de três raças que os poetas xingaram de tristes: as três raças tristes", as unidades sublinhadas exercem, respectivamente, as funções sintáticas de:
a) adjunto adverbial - objeto direto - predicativo do objeto - aposto
b) objeto indireto - sujeito - predicativo do objeto - adjunto adverbial
c) objeto direto - objeto direto - adjunto adnominal - adjunto adverbial
d) adjunto adverbial - objeto direto - adjunto adnominal - aposto
e) adjunto adverbial - sujeito - adjunto adverbial - adjunto adverbial
19. (MACK) "Não serei o poeta de um mundo caduco."; "Entre eles considero a enorme realidade."; "Não serei o cantor de uma mulher"; "O tempo é a minha matéria." As expressões sublinhadas nos versos do texto exercem, respectivamente, as funções de:
a) adjunto adnominal - adjunto adverbial - complemento nominal - predicativo do sujeito
b) complemento nominal - adjunto adverbial - complemento nominal - predicativo do sujeito
c) predicativo do sujeito - núcleo do predicado - adjunto adnominal - núcleo do predicativo do sujeito
d) predicativo do sujeito - núcleo do predicado - complemento nominal - predicativo do sujeito
e) complemento nominal - adjunto adverbial - adjunto adnominal - núcleo do predicativo do sujeito
20. (PUC) "Nesse momento começaram a feri-lo nas mãos, a pau." Nessa frase o sujeito do verbo é:
a) nas mãos b) indeterminado c) eles (determinado)
d) inexistente ou eles: dependendo do contexto e) n.d.a
21. (PUC) No sintagma verbal: "... foi espantar as moscas do rosto do anjinho.", temos três sintagmas nominais que funcionam respectivamente como:
a) objeto direto, objeto indireto, adjunto adnominal do objeto indireto
b) objeto direto, adjunto adverbial de lugar, complemento nominal
c) objeto indireto, complemento nominal, adjunto adnominal do complemento nominal
d) objeto indireto, objeto indireto, complemento nominal
e) objeto direto, adjunto adverbial de lugar, adjunto adnominal do adjunto adverbial
22. (PUC) Em: "... principiou a segunda volta do terço."; "Carrocinhas de padeiro derrapavam nos paralelepípedos."; "Passavam cestas para o Largo do Arouche."; "Garoava na madrugada roxa." Os verbos são, respectivamente:
a) transitivo direto, transitivo indireto, transitivo direto, intransitivo
b) intransitivo, transitivo indireto, transitivo direto, intransitivo
c) transitivo direto, intransitivo, transitivo direto, intransitivo
d) transitivo direto, intransitivo, intransitivo, intransitivo-impessoal
e) transitivo indireto, intransitivo, transitivo indireto, transitivo indireto
23. (PUC) Em: "Os sururus em família têm por testemunha a Gioconda", as expressões sublinhadas são:
a) complemento nominal - objeto direto b) predicativo do objeto - objeto direto
c) objeto indireto - complemento nominal d) objeto indireto - objeto indireto
e) complemento nominal - objeto direto preposicionado
24. (FUVEST) No texto: "Acho-me tranquilo - sem desejos, sem esperanças. Não me preocupa o futuro", os termos destacados são, respectivamente:
a) predicativo, objeto direto, sujeito
b) predicativo, sujeito, objeto direto
c) adjunto adnominal, objeto direto, objeto indireto
d) predicativo, objeto direto, objeto indireto
e) adjunto adnominal, objeto indireto, objeto direto
25. (FUVEST) "No mar, tanta tormenta e tanto dano, / Tantas vezes a morte apercebida; / Na terra, tanta guerra, tanto engano, / Tanta necessidade aborrecida! / Onde pode acolher-se um fraco humano, / Onde terá segura a curta vida, / Que não se arme e se indigne o Céu sereno / Contra um bicho da terra tão pequeno?"
Na oração "Onde terá segura a curta vida...":
a) o adjetivo segura é predicativo do objeto vida
b) o adjetivo curta é adjunto adnominal do sujeito vida
c) os dois adjetivos - segura e curta - são adjuntos do substantivo vida
d) o adjetivo segura está empregado com valor de adjunto adverbial
e) os adjetivos - segura e vida - são predicativos do sujeito vida
53. (UM-SP) "Na manhã seguinte, desci um pouco amargurado, outro pouco satisfeito." Indique a alternativa que contém o predicado do mesmo tipo que o do período acima:
a) Esta injúria merecia ser lavada com sangue dos inimigos.
b) Na tarde de uma segunda-feira, anunciei-lhe um pouco de minha tristeza, outro de minha satisfação.
c) Recebeu convicto e com certa afeição as verdades do filósofo.
d) Mas eu era moço à semelhança de meu tio Neves.
e) Naquele dia, eram tantos os castelos e tantos os sonhos esboroados...
54. (UNIMEP) Quando a oração não tem sujeito, o verbo fica na terceira pessoa do singular. Esta afirmação pode ser comprovada em:
a) Chegou o pacote de livros. b) Existe muita gente amedrontada.
c) Ainda há criança sem escola. d) Não procede a acusação contra ele.
e) É proibida a entrada.
55. (UNIMEP)
I - Paulo está adoentado. II - Paulo está no hospital.
a) O predicado é verbal em I e II b) O predicado é nominal em I e I
c) O predicado é verbo-nominal em I e II
d) O predicado é verbal em I e nominal em II
e) O predicado é nominal em I e verbal em II
56. (OBJETIVO) Em "Se descobrissem a desmoralização que reina dentro de mim", temos, respectivamente, verbos:
a) transitivo direto e indireto d) transitivo direto e intransitivo
b) transitivo indireto e intransitivo e) intransitivo e intransitivo
c) intransitivo e transitivo indireto
57. (FCMPA-MG) Assinale a alternativa em que apareça predicado verbo- nominal:
a) A chuva permanecia calma.
b) A tempestade assustou os habitantes da vila.
c) Paulo ficou satisfeito.
d) Os meninos saíram do cinema calados.
e) Os alunos estavam preocupados.
58.(UF-GO) Em uma das alternativas, o predicativo inicia o período. Assinale-a:
a) A dificílima viagem será realizada pelo homem.
b) Em suas próprias inexploradas entranhas descobrirá a alegria de conviver.
c) Humanizado tornou-se o sol com a presença humana.
d) Depois da dificílima viagem, o homem ficará satisfeito?
e) O homem procura a si mesmo nas viagens a outros mundos.
59. (F-ARARAQUARA) O professor entrou apressado. O destaque indica:
a) predicado nominal b) predicado verbo-nominal c) predicado verbal
d) adjunto adverbial e) n.d.a
60. (FCE-SP) A recordação da cena persegue-me até hoje. Os termos em destaque são, respectivamente:
a) objeto indireto, objeto indireto
b) complemento nominal, objeto direto
c) complemento nominal, objeto indireto
d) objeto indireto, objeto direto
e) n.d.a
61. (FEI-SP) Assinale a alternativa correta quanto à função sintática do termo destacado: "A aldeia era povoada
":
a) agente da passiva b) complemento nominal c) adjunto adverbial
d) objeto indireto e) objeto direto
62. (UM-SP) Em "Não eram tais palavras compatíveis
", o termo em destaque é:
a) complemento nominal b) objeto indireto c) objeto direto
d) sujeito e) agente da passiva
63. (FMU) Em: Tinha grande amor
/ As ruas foram lavadas
/ Ele é rico
. Os termos destacados são, respectivamente:
a) complemento nominal, agente da passiva, complemento nominal
b) objeto indireto, agente da passiva, objeto indireto
c) complemento nominal, objeto indireto, complemento nominal
d) objeto indireto, complemento nominal, agente da passiva
e) n.d.a
64. (UF-MG) Assinale o item em que a função não corresponde ao termo em destaque:
a) Comer demais é prejudicial
(complemento nominal)
b) Jamais me esquecerei
(objeto indireto)
c) Ele foi cercado
. (agente da passiva)
d) Não tens interesse
(complemento nominal)
e) Tinha grande amor
. (objeto indireto)
65. (PUCC) Não revelou o que descobrira a ninguém. Assinale a alternativa em que se analisa a classe gramatical e a função sintática das palavras destacadas, respeitando a ordem em que elas ocorrem:
a) artigo, adjunto adnominal, conjunção integrante, conectivo
b) pronome demonstrativo, sujeito, conjunção integrante, conectivo
c) artigo, adjunto adnominal, pronome relativo, sujeito
d) pronome demonstrativo, objeto direto, pronome relativo, objeto direto
e) artigo, adjunto adnominal, pronome relativo, objeto direto
66. (UEPG-PR) A oração que apresenta complemento nominal é:
a) Os pobres necessitam de ajuda. b) Sejamos úteis à sociedade.
c) Os homens aspiram à paz. d) Os pedidos foram feitos por nós.
e) A leitura amplia nossos conhecimentos.
67. (UF-PR) Na oração "O alvo foi atingido
", a locução por uma bomba formidável tem a função de:
a) objeto direto b) agente da passiva c) adjunto adverbial
d) complemento nominal e) adjunto adnominal
68. (ESPM-SP) "
decora sua cozinha. E dá
" Os termos destacados são, respectivamente:
a) sujeito, objeto direto e objeto indireto
b) objeto direto, sujeito, objeto indireto
c) sujeito, objeto indireto, objeto direto
d) sujeito, sujeito, objeto indireto
e) objeto direto, sujeito, objeto direto
69. (UNIMEP) Em "... as empregadas das casas saem
de latas e garrafas na mão, para a pequena fila
", os termos destacados são, respectivamente:
a) adjunto adverbial de modo e adjunto adverbial de matéria
b) predicativo do objeto e adjunto adnominal
c) adjunto adnominal e complemento nominal
d) adjunto adverbial de modo e adjunto adnominal
e) predicativo do objeto e complemento nominal
70. (UNIRIO) Em "Passamos então nós dois, privilegiadas criaturas, a regalar- nos com a mesa...", a função sintática do termo sublinhado é:
a) sujeito b) objeto direto c) aposto
d) adjunto adverbial e) vocativo
71. (UF-PA) Os termos sublinhados no trecho "
, tímido, não se animava a chegar-se a casa, senão quando via de longe
passeando
", oração em destaque é:
a) coordenada sindética conclusiva d) coordenada sindética adversativa
b) coordenada sindética aditiva e) n.d.a
c) coordenada sindética alternativa
, nasceu no Ceará", o termo destacado exerce a função sintática de:
a) aposto b) vocativo c) predicativo do objeto
d) complemento nominal e) n.d.a
75. (CARLOS CHAGAS) Dê a função sintática do termo destacado em: "Amanhã,
não sairei de casa."
a) objeto direto b) objeto indireto c) agente da passiva
d) complemento nominal e) aposto
76. (PUCC) Dê a função sintática do termo destacado em: "Não digo nada de minha tia materna,
":
a) sujeito b) objeto direto c) objeto indireto
d) adjunto adverbial e) aposto
77. (PUCC) Dê a função sintática do termo destacado em: "Voltaremos pela Via Anhangüera":
a) sujeito b) objeto direto c) agente da passiva
d) adjunto adverbial e) aposto
78. (F. TIBIRIÇA-SP) No período "Penso,
, desempenham, respectivamente, as funções de:
a) objeto direto, sujeito e adjunto adverbial
b) sujeito, objeto direto preposicionado e objeto indireto
c) sujeito, objeto direto preposicionado e adjunto adverbial
d) sujeito, objeto indireto e adjunto adverbial
e) sujeito, objeto indireto e objeto indireto
72. (FCMSC-SP) Na oração "Você ficará tuberculoso, de tuberculose morrerá, as palavras destacadas são, respectivamente:
a) adjunto adverbial de modo, adjunto adverbial de causa
b) objeto direto, objeto indireto c) predicativo do sujeito, adjunto adverbial
d) ambas predicativas e) n.d.a
73. (UM-SP) Apesar de vistosa, a construção acelerada daquele edifício deixou-nos insatisfeitos novamente. Os termos em destaque no período são, respectivamente:
a) adjunto adnominal, objeto indireto, adjunto adverbial
b) complemento nominal, objeto direto, adjunto adverbial
c) adjunto adnominal, objeto direto, predicativo do objeto
d) complemento nominal, objeto direto, predicativo do objeto
e) adjunto adnominal, objeto indireto, adjunto adnominal
74. (F. TIBIRIÇA-SP) Na oração "José de Alencar,

sábado, março 27, 2010

RESUMO DO LIVRO A GRANDE VIRADA -

Resumo do livro “A Grande Virada” de Leonard Bertain.
No livro A Grande Virada, Bertain conta a historia de um trabalhador americano que
perdeu seu emprego em uma fábrica de manufaturados que fechou após uma crise.
Desempregado, ele vai em busca de um novo emprego como operador de máquinas.
Após distribuir seu currículo por várias empresas ele conseguiu um emprego na Quality
Pump que era uma fábrica de peças para ar-condicionados.
Assim que começou em seu novo trabalho verificou que em sua nova empresa havia
vários problemas, parecidos com os que sua antiga empresa enfrentava. Um dos maiores
problemas enfrentados era a falta de organização nas linhas de produção, isso gerava um
enorme gasto com estoque de matérias-primas, produtos em processo de montagem e peças
acabadas.
O dono da empresa, ciente dos problemas que ocorriam e após verificar uma queda
nas vendas devido à perda da credibilidade e aos inúmeros atrasos nas entregas, resolveu
implantar um programa de controle e redução de gastos.
No inicio do programa houve uma rejeição pelos funcionários que, habituados com o
sistema antigo de trabalho, não viam nenhuma forma de mudança sem que houvesse
demissões. Porém o coordenador do programa mostrou que havia várias melhorias que
aumentariam a produção com baixo custo, e quem encontraria a solução para os problemas da
empresa seriam os próprios funcionários.
Primeiramente foi implantado um horário para as aulas que seriam dentro da empresa
durante o expediente. Nas aulas seriam encontradas as perdas que ocorrem diariamente na
empresa e as mesmas se possíveis seriam eliminadas através de melhorias que otimizariam a
produção.
No inicio das aulas foi feito um levantamento de todas as possíveis perdas que
ocorrem na produção, sendo que o principal foco da análise seria o tempo gasto para executar
todos os trabalhos da fábrica.
Uma das principais perdas encontradas na produção foi o tempo gasto para preparar as
máquinas para peças diferentes. Este problema foi solucionado com a implantação de um
sistema de auto-ajuste, que possibilitava o ajuste com a máquina em funcionamento. Esta
mudança simples fez com que o tempo de preparação das máquinas fosse reduzido de
algumas horas, paras alguns minutosFinalmente, a empresa superou a crise solucionando a maioria dos problemas ealcançando grande prestígio entre seus clientes, aumentando as vendas e satisfazendo as
necessidades do mercado com produtos de qualidade superior.

LIVRO - QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO -

Resumo do livro Quem Mexeu no Meu Queijo?

O livro “Quem mexeu no meu queijo?” é uma ótima leitura para as pessoas que possuem dificuldades em entender e aceitar as mudanças. Através das quatro personagens, dois humanos e dois ratos presos a um labirinto, a parábola desenrola-se de uma forma simples, mas, trazendo grandes lições a cada atitude. A aceitação da mudança, a persistência em não aceita-la ou fazer dela uma oportunidade de crescimento, depende do julgamento, dos sentimentos do personagem. Cada um tem uma reação diferente com relação ao novo queijo, e com o desenvolver da história, pode-se concluir quais as melhores e as piores maneiras de agir. O livro faz refletir sobre as suas próprias atitudes, sobre o medo, sobre a instabilidade da existência. Possibilita a realização de uma auto-análise, fazendo com que o leitor se enquadre nos personagens do livro e veja se seu comportamento é satisfatório, ou não. Na verdade, trata-se de uma reflexão sobre as atitudes humanas diante dos problemas, mostrando como muitos são ridículos em não aceitar as mudanças, que são verdadeiras oportunidades de crescimento. É uma ótima leitura para deixar de complicar as situações, não ter medo de largar as “zonas de conforto”, ficar consciente que as mudanças são inevitáveis e quanto antes adaptarem-se a elas, melhor. 

MODELO DE ATIVIDADE PARA O 9º ANO

MODELO DE ATIVIDAD 9º ANO -
1. Classifique o sujeito das orações em: simples, composto, oculto e indeterminado.
a) Acabamos o serviço. _____________________________________________
b) Necessita-se de mais provas. _______________________________________
c) Trouxeste as encomendas? _________________________________________
d) Ocorreu uma grande confusão. ______________________________________
e) Pais e filhos devem conversar. ______________________________________

2. Classifique o predicado das orações em: verbal ou nominal:
a) Aconteceram alguns problemas durante a viagem. ________________________
b) A chuva era forte. _________________________________________________
c) A viagem deve ter sido empolgante. ___________________________________
d) Ocorreu-me uma idéia. _____________________________________________
e) Mandaram arrancar os trilhos da ferrovia. ______________________________

3. Sublinhe o verbo e classifique-o em: Intransitivo, Transitivo direto ou Transitivo indireto.
a) Quem está falando?_________________________________________________
b) Certos mosquitos transmitem doenças. _________________________________
c) Necessitamos de investimentos na saúde. _______________________________
d) Vários alunos faltaram hoje. _________________________________________
e) Esse poema canta as glórias do povo português. __________________________

4. Siga a orientação:
a) Separe as orações.
b) Circule os verbos.
c) Classifique as orações subordinadas substantivas: subjetiva, completiva nominal, objetiva direta, objetiva indireta.

4.1. Pela minha cabeça passavam, às pressas, os sucessos do dia.
4.2. Na hora de dormir foi que senti de verdade a ausência de minha mãe.
4.3. Sempre estava comigo, era a me beijar, a me contar histórias.
4.4. Aposto como você se sairá bem nos exames.

TEXTO PARA TRABALHAR EM SALA...

Texto A descoberta do mundo

A descoberta do mundo

O que eu quero contar é tão delicado é tão delicado quanto a própria vida. E eu queria poder usar delicadeza que também tenho em mim, ao lado da grossura de camponesa que é o que me salva.
Quando criança, e depois adolescente, fui precoce
em muitas coisas. Em sentir um ambiente, por exemplo, em aprender a atmosfera íntima de uma pessoa. Por outro lado, longe de precoce , estava em incrível atraso em relação a outras coisas importantes. Continuo aliás atrasada em muitos terrenos. Nada posso fazer: parece que há em mim um lado infantil que não cresce jamais.
Até mais que treze anos, por exemplo, eu estava
em atraso quanto ao que os americanos chamam de fatos da vida. Essa expressão se refere à relação profunda de amor entre um homem e uma mulher, da qual nascem os filhos. Ou será que eu adivinhava mas turvava minha possibilidade de lucidez para poder, sem me escandalizar comigo mesmo, continuar em inocência a me enfeitar para os meninos? Enfeitar-me aos onze anos de idade consistia em lavar o rosto tantas vezes até que a pele esticada brilhasse. Eu me sentia pronta, então. Seria minha ignorância um modo sonso e inconsciente de me manter ingênua para poder continuar, sem culpa, a pensar nos meninos? Acredito que sim. Porque eu sempre soube coisas que nem eu mesma sei que sei.
As minhas colegas de ginásio sabiam de tudo e inclusive contavam anedotas a respeito. Eu não entendia mas fingia compreender para que elas não me desprezassem e à minha ignorância.
Enquanto isso, sem saber da realidade, continuava por puro instinto a flertar com os meninos que me agradavam, a pensar neles. Meu instinto precedera a minha inteligência.
Até que um dia, já passados os treze anos, como se só então eu me sentisse madura para receber alguma realidade que me chocasse, contei a uma amiga íntima o meu segredo: que eu era ignorante e fingira de sabida. Ela mal acreditou, tão bem eu havia fingido. Mas terminou sentindo minha sinceridade e ela própria encarregou-se ali mesmo na esquina de me esclarecer o mistério da vida. Só que também ela era um amenina e não soube falar de um modo que não ferisse a minha sensibilidade de então. Fiquei paralisada olhando para ela, misturando perplexidade, terror, indignação, inocência mortalmente ferida. Mentalmente eu gaguejava: mas por quê? Mas por quê? O choque foi tão grande – e por uns meses traumatizante – que ali mesmo na esquina jurei alto que nunca iria me casar.
Embora meses depois esquecesse o juramento e continuasse com meus pequenos namoros.
Depois, com o decorrer de mais tempo,
em vez de me sentir escandalizada pelo modo como uma mulher e um homem se unem, passei a achar esse modo de uma grande perfeição. E também de grande delicadeza. Já então eu me transformara numa mocinha alta, pensativa, rebelde, tudo misturado a bastante selvageria e muita timidez.
Antes de me reconciliar com o processo da vida, no entanto, sofri muito, o que poderia ter sido evitado se um adulto responsável se tivesse encarregado de me contar como era o amo. Esse adulto saberia como lidar com uma alma infantil sem martirizá-la com a surpresa, sem obrigá-la a ter toda sozinha que se refazer para de novo aceitar a vida e os seus mistérios.
Porque o mais surpreendente é que, mesmo depois de saber de tudo, o mistério continua intacto. Embora eu saiba que de uma planta brotar um flor, continuo surpreendida com os caminhos secretos da natureza. E se continuo até hoje com pudor não é porque ache vergonhoso, é pudor apenas feminino.
Pois juro que a vida é bonita.
( Clarice Lispector. A descoberta do mundo. Rio de Janeiro, Rocco. p. 113-115)
I- Compreensão e Interpretação de Texto

1.Como a narradora faz sua própria descrição? ____________________________________________________________________________________________________________________________
2.Por que o título do texto é “A descoberta do mundo”? Explique?
________________________________________________________________ ________________________________________________________________
 
3. De acordo com o contexto
em que está inserido, a que a narradora-personagem se refere quando menciona “os fatos da vida”?
__________________________________________________________________________

4. Leia as frases abaixo retiradas do texto “A descoberta do mundo”, observando as palavras em destaque, depois assinale a alternativa que contenha, respectivamente, os sinônimos.

I – Fui precoce
em muitas coisas.
I
I – Meu instinto precedera a minha inteligência.
III – O mais surpreendente é que, mesmo depois de saber tudo, o mistério continuou intacto.
IV – Seria minha Ignorância
em modo sonso de me manter ingênua?

a) atrasada/adiantou/insuportável/ dissimulado/compreensível.
b) adiantada/ surgiu depois/admirável/ fantástico/inteiro/atrevido.
c) prematura/surgiu antes/admirável/inteiro/dissimulado (x)
d) nenhuma das alternativas

5. Retire do texto duas locuções adverbiais, depois dê as circunstâncias que elas indicam.
________________________________________________________________________

6. Preencha o quadro com as informações pedidas sobre os verbos retirados do texto:

Verbo Infinitivo Conjugação Pessoa Número Tempo Modo
Quero
 
Estava
 
Chamam
 

7. Marque a alternativa
em que todas as palavras estejam grafadas de acordo com as novas regras ortográficas.

a) guarda-chuva/ para-quedas/ manda-chuva/ couve-flor
b) guarda-chuva/ paraquedas/ mandachuva/ couve-flo (x)
c) anti-inflamatório/ microônibus/ mal-criado/ autorretrato.
d) anti-inflamatório/ micro-ônibus/ mal-criado / auto-retrato
e)Maria-mole/ arco-íris/ microônibus/ autorretrato]

8. Leia a frase a seguir, depois reescreva passando para o futuro do subjuntivo:
“ ... populações inteiras abandonaram suas aldeias e cidadezinhas...”

ORTOGRAFIA

[era-uma-vez11.jpg]

TEXTO - O BAILE


O baile
Levei um monte de tempo me vestindo. Não tinha roupa que servisse. Não gosto de festas, bailes menos ainda. A Morecy faz 13 anos. Eu não se que roupa a gente tem que pôr quando a melhor amiga da gente faz 13 anos. Pra falar a verdade, preferia te pego uma gripe e curtido febre na cama. Não pus o vestido verde porque fico com cara de defunto. O amarelo ficou dançando, acho que emagreci. Como sempre, acabei indo com o xadrezinho, que é meio manjado, mas me sinto bem.
Não consegui entrar em acordo com a minha cara no espelho. Não gosto do meu cabelo liso e muito fino. Nem da minha cara sem pó de arroz. Mas também de pó de arroz não fico bem.
Acho que levei umas duas horas me aprontando. Cheguei tarde, todo mundo já estava lá. Tinha luz negra, um montão de gente dançando e eu encabulei vendo o Luiz do outro lado do salão, conversando com os amigos.
Fiquei de pé também, falando com Maria Luíza, aquela bem alta que todo mundo tia sempre pra dançar porque é linda, parece Dominique Sanda. Pegamos uns copos com guaraná e ficamos bebendo, enquanto ela me contava a briga que tinha tido com a D. Rita. Depois nós fomos dançar sozinhas mesmo. E na quarta música o Luiz veio falar comigo.
Foi daí que a gente saiu pro terraço e ele perguntou se eu gostava mesmo dele. Disse que sim. E é verdade, eu gosto um pouco dele. Então ele disse que se eu gostava mesmo era pra eu dar um beijo nele. Eu dei, no rosto. Ele disse que ali não valia, tinha que ser na boca. Ele falava e sorria, mas eu percebi que ele estava um pouco sem jeito, porque toda hora olhava pros lados, pra ver se não vinha ninguém.
Daí ele pegou na minha mão e depois me abraçou e ficou falando que gostava muito de mim, que eu tinha um cabelo bem macio, e eu pensei que poderia ser macio, mas era fino e liso demais. Daí ele disse que não gostava de menina que usava pintura, que ficava com cara de palhaço e que eu era bem natural. Foi bem essa palavra que ele usou: natural. Achei engraçado falar assim, mas também achei legal ele falar desse jeito. Aí ele foi chegando, me beijando o cabelo, a testa, descendo pelo nariz e eu deixando porque vinha subindo em mim um calor gostoso, uma espécie de moleza que eu nunca tinha sentido antes...
(Mirna Pinsky. Iniciação. Belo Horizonte, Comunicação, 1980)
I – Compreensão e Interpretação do Texto
1. Quem é a principal personagem do texto? Dê duas características dela.
______________________________________________________________
2. Como essa personagem se sente em relação à festa?
_______________________________________________________________
3. Por que a narradora demora “umas duas horas” para se arrumar para a festa?
_______________________________________________________________
4. Marque a alternativa correta em relação ao(s) sentimento(s) que a narradora precisou vencer para ir ao baile.
I – Medo II – Angústia III – Pânico IV – Insegurança V – Euforia
a) Apenas a I está correta.
b) Apenas a II e III estão corretas.
c) Apenas A I e IV estão corretas.
d) Apenas a II e V estão corretas.
e) Todas as alternativas estão corretas.
5. Muitas vezes o texto nos dá pista do tempo e do espaço da narração. Em sua opinião em que época este tipo de “paquera” ocorreu? Justifique sua resposta com elementos do texto.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________
II – Análise Linguística:
  1. Assinale a alternativa que contenham sublinhados, apenas, os determinantes do substantivo em negrito:
a) “Não consegui entrar em acordo com a minha cara no espelho.”
b) “Daí ele pegou na minha mão...”
c) “Não gosto do meu cabelo liso e muito fino”. (x)
d) Nenhuma alternativa anterior.
  1. Leia as frases abaixo, depois classifique os pronomes grifados:
a) “ Achei engraçado falar assim, mas também achei legal elefala desse jeito.”
______________________________________________________________________
  1. Volte à questão anterior e responda:
a) Os pronomes destacados são do tipo que acompanham ou substituem os substantivos?
ELE ____________________________ DESSE ______________________
b) Quais são os substantivos que eles estão acompanhando ou substituindo? Se necessário volte ao texto “ O baile”.
ELE _____________________________ DESSE ______________________
  1. Marque a alternativa que contenha erro em relação à formação do plural dos substantivos compostos e, em seguida, faça as devidas correções:
a) Guarda-roupas, couves-flores, almas-gêmeas.
b) Guardas-roupa, couve-flores, alma-gêmeas.(x)
c) Guarda-chuvas, águas-de-colônia, palavras-chave.
d) Amores-perfeitos, guarda-roupas, almas-gêmeas.
Correção: ___________________________________________________________
  1. Leia:
Chico Bento: Ó pai!num conta mais história pre’eu drumi!
Pai : Pru que, fiu?
Chico Bento: Eu sempre acabo drumindo na metade! Fico sem sabe dos fim.
No final do diálogo, Chico Bento utilizou um substantivo, mas não fez a flexão de acordo com a norma culta, qual foi ele? Reescreva-o fazendo a alteração necessária.
__________________________

sexta-feira, março 26, 2010

SUGESTÕES DE ATIVIDADES PARA PROFESSORES DE PORTUGUÊS...


Simbá e o pássaro Roca


Disciplina Língua Portuguesa
Aluno(a)____________________________________



Simbá e o pássaro Roca

A história acontece há mais de mil anos... Simbá era filho de um rico comerciante da Pércia e morava
em Bagdá.
Quando seu pai
morreu, ele herdou uma grande fortuna. Mas logo gastou todo o dinheiro em banquetes e festas e, quando se deu conta, estava sem nenhum tostão. Então, Simbá começou uma vida de grandes aventuras marítimas, em que conheceu reinos riquíssimos e criaturas assombrosas.
Em uma dessas viagens, Simbá distraiu-se e não embarcou. Quando foi ver... o navio já estava longe.
Simbá saiu gritando pelos companheiros, mas não obteve resposta. Então, deu-se conta da tragédia: o navio já estava longe, no horizonte, e ele ficara sozinho na ilha.
Desesperado, ele gritou, acenou, bateu na cabeça e jogou-se no chão, chorando.
- Como sou estúpido! Estava tão bem
em minha casa, em Bagdá. Como é que resolvi meter-me em uma complicação dessas?
Quando cansou de se lamentar, decidiu explorar o local. Percorreu toda à volta da ilha. Por fim, subiu em uma árvore bem alta e examinou o horizonte. Nenhuma outra terra ou navio, somente água e céu. Examinou melhor a ilha e acabou vendo uma coisa diferente. Ao longe, no meio de um descampado, havia uma mancha branca.
Simbá desceu da árvore e seguiu naquela direção. Ao se aproximar, viu que se tratava de uma grande bola branca. Era toda lisa e tinha várias vezes a sua altura. “Quem terá construído isso aqui, e para quê?, perguntou-se. “Deve ter alguma porta.”
Rodeou a construção e não viu porta alguma. Deu outra volta, para medi-la. Tinha cerca de cinqüenta passos de circunferência. Tentou escala-la, mas não conseguiu, pois a superfície da parede era escorregadia.
Parou para pensar no que fazer. Naquele momento, uma espécie de nuvem escondeu o sol. Ele olhou para cima e ficou assombrado com o que viu. Era um pássaro gigantesco que vinha voando
em sua direção.
Na mesma
hora, lembrou-se de histórias que tinha ouvido dos marinheiros. Eles garantiam que naquela região vivia um grande pássaro, que chamavam de Roca. Simbá compreendeu, então, o que estava acontecendo.
“Estou no ninho desse monstro voador”, pensou. “Essa grande bola é um ovo. Ele agora está vindo para chocá-lo.”


“As Mil e Uma Noites” – versão de Galland, apresentação de Malba Tahan. Ediouro.

1.Qual a situação de Simbá no início do texto?
.......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

2.Qual a reação se Simbá ao ver o navio longe?
.......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

3.O que fez depois que se acalmou?
..........................................................................................................................................................................................................................................................................................

4.Depois de subir em uma árvore, que coisa Simbá viu ao longe e que chamou muito sua atenção?
..........................................................................................................................................................................................................................................................................................

5.Chegando perto do estranho objeto, o que percebeu Simbá?
..........................................................................................................................................................................................................................................................................................

6.E o que pensou Simbá?
..........................................................................................................................................................................................................................................................................................

7.Enquanto Simbá pensava no que fazer, algo de surpreendente aconteceu. O que foi?
.......................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

8.Nesse momento, do que se lembrou Simbá?
..........................................................................................................................................................................................................................................................................................

9.Retire do texto 10 verbos.
..........................................................................................................................................................................................................................................................................................

10.Dê o tempo , a pessoa e o número do verbo.

a) Se a senhora pudesse ficar com eles enquanto eu desfilo.
...............................................................................................
b) Minhas amigas ficariam loucas de inveja.
...............................................................................................
c) Todo ano eu lhe fazia uma festa.
...............................................................................................
d) Tratou, sim senhora.
..............................................................................................
e) Nós brincamos o dia todo.
.............................................................................................
f) Ana não fala mais nada.
.............................................................................................



11.Identifique a conjugação a que pertence o verbo.

a) Eles foram cantar
em outra freguesia. ............................................................................................
b) Paula não quer dever nada a ninguém.
............................................................................................
c) Tudo que ele fez foi partir.
...........................................................................................
d) O menino não pretende dividir o doce com ninguém.
..........................................................................................

Modelo de avaliação(5)

Colégio Estadual  AURÉLIO PIRES
Aluno(a)_________________________________________ Série 8º Data: ___/___/___

1. Classifique o sujeito das orações em: simples, composto, oculto e indeterminado.
a) Acabamos o serviço. _____________________________________________
b) Necessita-se de mais provas. _______________________________________
c) Trouxeste as encomendas? _________________________________________
d) Ocorreu uma grande confusão. ______________________________________
e) Pais e filhos devem conversar. ______________________________________

2. Classifique o predicado das orações em: verbal ou nominal:
a) Aconteceram alguns problemas durante a viagem. ________________________
b) A chuva era forte. _________________________________________________
c) A viagem deve ter sido empolgante. ___________________________________
d) Ocorreu-me uma idéia. _____________________________________________
e) Mandaram arrancar os trilhos da ferrovia. ______________________________

3. Sublinhe o verbo e classifique-o em: Intransitivo, Transitivo direto ou Transitivo indireto.
a) Quem está falando?_________________________________________________
b) Certos mosquitos transmitem doenças. _________________________________
c) Necessitamos de investimentos na saúde. _______________________________
d) Vários alunos faltaram hoje. _________________________________________
e) Esse poema canta as glórias do povo português. __________________________

4. Siga a orientação:
a) Separe as orações.
b) Circule os verbos.
c) Classifique as orações subordinadas substantivas: subjetiva, completiva nominal, objetiva direta, objetiva indireta.

4.1. Pela minha cabeça passavam, às pressas, os sucessos do dia.
4.2. Na hora de dormir foi que senti de verdade a ausência de minha mãe.
4.3. Sempre estava comigo, era a me beijar, a me contar histórias.
4.4. Aposto como você se sairá bem nos exames.

Luzir

Colégio Estadual  AURÉLIO PIRES
Aluno(a)___________________________________________/___/___

Luzir
Deixa crescer o amor.
Olhar o amor que cresce.
Pegar então o amor,
Esse balão,
Subir com ele até
Bater a cabeça no céu.
Agora, soltar o amor,
Deixar subir o amor,
Subir sozinho.
1. Transforme o poema, alterando os verbos que estão no infinitivo para o futuro do presente na primeira pessoa do singular.
2. Retire do texto o verbo que não se encontra no infinitivo e classifique-o.
3. Para nós, tanto ......... vocês ....... ficar aqui como ......... a fronteira.
a) faria – quisessem – transporem
b) faz – quererem – transpossem
c) faz – quererem – transporem
d) faria – quiserem – transporem
4. Agora, soltaríamos o amor. O verbo destacado encontra-se na:
a) 1ª pessoa do singular do presente do Indicativo.
b) 1ª pessoa do plural do futuro do pretérito do Indicativo.
c) 3ª pessoa do plural do pretérito imperfeito do Indicativo.
d) 3ª pessoa do plural do plural do pretérito mais-que-perfeito.
5. Escolha um verbo do texto e conjugue no pretérito perfeito do modo indicativo